E você, já sentiu a dança do fogo?

Primeiro Marte com Saturno-Urano; e logo Vênus com Saturno-Urano

Por Aline Camergo, Agente 76

O fogo acontece da fricção, do contato, do encontro com o ar que o alimenta, ali de forma invisível, mas o alimenta. Nessa grande fogueira temos o encontro de marte gêmeos 25°41’ – saturno sagitário 25°44’ – vênus áries 22°17’ – urano áries 26°52’.

Esse encontro todo se dá às 01h54 (br) – 04h54 (ut) da madrugada de 29/05 e, dizer bom dia pós uma noite intensa pode causar faíscas, desencontros entre as sensações, uma semana que se inicia com uma força não muito amiga das regras e ordens.

Na madrugada em questão temos a oposição entre marte e saturno, gêmeos e sagitário como palco para essa inflexibilidade. Se fossemos brevemente pensar nos temas desse encontro falaríamos tranquilamente em: contração do movimento; determinação; aprisionamento; opressão; intolerância; assertividade… frente à frente.

Essas qualidades geradas por esse encontro tocam o desejo de cutucar com vara curta ou então, tenta proporcionar um esmagamento aos mais sensíveis. Esses sensíveis em alguns casos estão à mercê das leis, da saúde, ou até mesmo, num distanciamento de si, causando paralisias impedindo-os de ir além, gerando muita pressão de ordem psíquica.

Ode Vingativa – Manuel de Barros

Ela me encontrará pacífico, desvendável

Vendável, venal e de automóvel.

Ela me encontrará grave, sem mistérios, duro

Sério, claro como o sol sobre o muro.

Ela me encontrará bruto, burguês, imoral,

Capaz de defendê-la, de ofendê-la e perdoá-la;

Capaz de morrer por ela (ou então de matá-la)

Sem deixar bilhete literário no jornal.

Ela me encontrará sadio, apolítico, antiapocalíptico

Anticristão e, talvez, campeão de xadrez.

Ela me encontrará forte, primitivo, animal

Como planta, cavalo, como água mineral.

Temos também junto de marte mais dois aspectos que chegam de vênus e urano, ambos em áries e em sextil com a lâmina fria lá em gêmeos.

Pensemos pelo encontro de urano e marte, um no signo de ar e o outro regente também do ar, nesse caso, aquário. Assim, podemos ter um fluxo interessante e se mergulharmos mais um pouco encontramos afinidades, um desejo imenso de liberdade, de intensidade e com isso a necessidade de agir com cautela.

Esse cuidado é necessário, pois numa visão mais natureza falamos de ações como tsunamis, rupturas, rompantes que quando se apresentam causam devastações. Também é bélico, busca por sua singularidade de forma impulsiva, com uma velocidade nas ações que não se mede e não se pensa, somente segue sentido ação.

E claro marte já está em contato tenso com saturno, chega esse sextil de urano e provoca mais o ímpeto de ir para cima, de romper com padrões custe o que custar. Se algo assim encontra um cenário problemático da ordem da política, por exemplo, com toda certeza o risco é imenso, pega lideranças que para não perder privilégios massacra quem os coloca na massa do poder.

Há também vênus, também regente de signo de ar, libra, que faz aspecto com marte e com saturno, compartilha de fluxos nos extremos da oposição. Sextil com marte, trígono com saturno.

Por um lado temos as flâmulas iluminando as seduções, as parcerias e por outro lado à luz acontece ás vezes com certa melancolia, cumplicidade, reserva…

Vênus também é regente de touro, em libra busca a harmonia e em touro os valores, podemos pensar que no signo da balança sua regência passeia também em como equilibrar desejos e gastos.

Essa vênus toca as extremidades da oposição entre marte e saturno provocando o surgimento de questionamentos de como essa distribuição de valores econômicos acontecem entre o macro e o micro. Desde as grandes potências a nós em nossa vida.

Agora com a fogueira bem alimentada, com todas suas ardências expostas começamos a semana.

Na cidade de São Paulo, a prefeitura com a higienização dos moradores de rua e internação compulsória oprimindo esses moradores e em alguns casos, destruindo hotéis que os recebiam e de forma mais afetuosa com o caminho da redução de danos.

A política brasileira entre tropeços e a alta do dólar por conta de escândalos envolvendo gravações. Uma política que está à disposição de um massacre sobre o trabalhador com reformas que coloca a população em geral distante, por exemplo, da aposentadoria.

Como se nessa fogueira o caldeirão lambido pelas flâmulas se encontra em fervura e vênus passeando entre lá e cá, completamente entregue as impulsividades do signo de áries. O desejo aqui é manter o controle dentro de qualquer forma de relação, a cabeça fica quente e a insônia se apresenta.

Em momentos delicados assim, com fluxos e encontros que causam no equilíbrio e atiça ações e sinapses em fúrias, é de grande riqueza conseguir se discriminar da massa e conseguir pensar e respirar com clareza.

Claro que com tanto jogo de poder envolvido é muito complicado não se ver inflamado e disposto a embates que possam salvar suas condições mínimas de vida. Desejos de derrubar muros e romper com toda forma pré-estabelecida, criar novas formas de alimentar a vida.

Para tudo isso, é sim necessário um corpo maduro, disposto a compreender onde impulsos e intolerâncias podem chegar com parcerias e controles. Que para passarmos de forma lúcida entre tensões que oscilam entre tempos de barrar ações e noutra ponta de romper com essas barreiras, só com corpo presente e ativo.

Estamos às voltas com sentimentos inflamados, e essa dança do fogo instiga mais ainda. Gaste energia, provoque seu corpo para que ele produza suor, que seus poros se hidratem e suas sinapses tenham espaços para criar e por em prática seus desejos.

Por Aline Camargo, Agente 76

Perfil e Contatos da Agente 76

Imagens: Atividade Solar e Banksy